Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Isto nem foi bem uma caminhada, mas antes um passeio com amigos para pôr a conversa em dia sem estarmos fechados num café.

O tempo não estava muito bom, mas S. Pedro lá nos fez o favor de aguentar os baldes e ainda deu para esticar as pernas entre a Central do Parque Eólico da Freita, o "radar" e o S. Pedro Velho.

Acho que nunca tinha estado tão perto do "radar". Na placa é possível ler "Força Aérea - Esquadra n.º 12 - Destacamento S. Pedro-o-velho"

Seguimos ao longo da rede virada para a vertente norte da Serra, com algum receio dos caçadores armados que por lá andavam também.

As vistas para o vale de Arouca são sempre fantásticas e esta perspectiva era nova.

A vista para a zona da partida.

A última estrutura construída no recinto do "radar". Será algum sistema de vigilância do espaço aéreo nacional?

Chegados ao alto do S. Pedro Velho, junto ao marco geodésico, o nevoeiro começou a surgir. O D. Sebastião é que nem vê-lo....

Vimos foi uma vaca arouquesa estranhamente sozinha. Por estar a chegar o final da tarde, despertou-nos a curiosidade e passámos por perto. A causa desse estranho comportamento... levantou-se do meio dos feitos e abanou o rabinho ao saudar a sua chegada à vida! Um pequeno vitelo que devia ter nascido umas horas antes. A fiel mãe cuidava da cria até que tenha forças suficientes para a acompanhar até casa. Fiquei encantado com esta nova vida...

Regressámos à zona do ponto de partida contornando a Sul do bosque de pinheiros junto ao "radar".

A subida por uma picada debaixo da linha de alta tensão...

... até alcançar as ruínas de uma das várias antigas casas da guarda florestal.

Um belo património que se vai pouco a pouco degradando, vítima da falta de civismo do "tuga" que, por ver tudo ao abandono, acha-se no direito de destruir. Seria bom que a CM de Arouca tentasse chegar a um acordo com a Direcção Geral das Florestas ou outra qualquer entidade que possua os direitos destas casas para poder aproveitá-las em serviço da comunidade. Quem sabe até como estrutura de apoio ao pedestrianista que queiram percorrer a Grande Rota 28.

Já perto do local da partida, o nevoeiro tomou conta da serra transformando-a num cenário de uma história de Stephen King.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De frederico afonso a 09.10.2009 às 22:53

Grande ideia,essa da tal "casa de apoio ao pedestrianista",ou betetistas, ou simplesmente de apoio de montanha. Gostaria de saber kem esta por de traz desta ideia, é que eu penso que ja fisemos caminhadas juntos.

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D