Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Amarante - PR2 - Rota de S. Bento

por darasola, em 15.04.10

 

A rota de S. Bento é um percurso de pequena rota (PR) com sensivelmente 12 km, cujo início é na praia fluvial do lugar de Rua, junto à ponte sobre o rio Ovelha, que está associada à história das invasões francesas.
O percurso segue inicialmente por entre casas, por caminhos de paralelos ou por pequenas estradas, sempre com o IP4 por perto e seguindo em direcção a Oeste, até que acabámos por passar por um túnel debaixo dessa via. Aí começa a subir em direcção ao lugar de Mosteiro. aí encontramos uma bifurcação onde surge a referencia do PR1 - Rota de Marancinho, que passa a cerca de 100m deste. Para os mais corajosos, podem sempre ligar um ao outro, realizando assim um percurso em "8". Depois deste cruzamento é sempre a subir por caminhos largos até chegar ao alto, onde encontramos o Marco geodésico do Picoto. A vegetação é essencialmente matos que nesta altura do ano começam a pintar-se de amarelo e violeta. As vistas a partir do alto do Picoto permitem 360º de paisagens deslumbrantes, com destaque para o Marão e o Monte de Sr.ª da Graça, lá ao longe... O percurso segue então em direcção a uma zona mais arborizada, até encontrarmos as ruínas da antiga estalagem. Umas ruínas interessantes às quais vale a pena dedicar algum tempo. Um pouco mais adiante, encontrei uma rocha enorme que indicava a proximidade da capela de S. Bento, padroeiro que dá o nome a este percurso. A pequena capela encontra-se lá no alto e permite umas belas vistas sobre o vale, onde se destacam para além do rio Ovelha, o rasto do IP4 e as actuais obras de construção da futura auto-estrada de Trás-os-montes. Continuando na mesma direcção por um estradão/corta-fogo, acabei por encontrar uma placa indicando que a partir daqui seriam 4 km sempre a descer até ao lugar de Rua. Pelo caminho ainda parei na "Fonte do Diabo", inscrição pintada numa pequena fonte de onde brota o sabor do Marão. Mais adiante encontrei um armazém de madeira junto a um cruzamento e virei até encontrar a antiga casa do guarda florestal. Estão em todo lado estas casas e o seu destino parece ser o mesmo: ser deixadas ao abandono e vandalizadas... Uma pena...
Mais abaixo volto a encontrar as zonas de campos e de vinhas, até chegar ao rio Ovelha. Voltei a passar debaixo do IP4 até voltar de novo ao lugar de Rua, um local bem rico do ponto de vista arquitectural, visto que alguns edifícios revelam construções imponentes e brasonadas, sinónimas de uma ruiqueza patrimonial que os locais e descendentes souebram preservar.
Este foi um percurso que me agradou muito, não pelas paisagens, mas também pelas vistas. Foi uma boa escolha.
Volto a referir a possibilidade de juntar os dois percursos num só, que aumenta a distância e a dificuldade, mas também o desafio.
Uma pequena nota ainda para o facto de ambos esses percursos terem uma marcação algo deficiente, falhando nalguns cruzamentos essenciais. Valeu o bom senso e a orientação. Apesar da orientação dada pelo GPS não tinha encontrado na net o trilho deste percurso, pelo que decidi disponibilizá-lo no aplicativo Wikiloc que encontram na barra lateral do blog.
Boas caminhadas
Darasola

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D