Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No dia 16 de Setembro, a Associação Unidos de Rossas promoveu um passeio pedestre pelo zona envolvente ao Vale do rio Urtigosa como forma de celebrar o seu aniversário. O passeio foi divulgado pela imprensa local e compareceram sensivelmente 25 pessoas.

O ponto de encontro era a Igreja Romana da Freguesia de Rossas . Na hora da partida, já se encontravam pessoas para a missa dominical. É nesse local que se inicia e termina o percurso pedestre que é circular e que tem aproximadamente 11 km.

Pouco depois do início do percurso, cruzámos pela primeira vez o rio Urtigosa . Este rio foi alvo de uma intervenção pela associação ambiental Urtiarda que todos os anos promove a limpeza das suas margens. Com isso, o rio ganhou outra vida e é local de eleição de trutas, bogas e outros peixes de água doce.

O percurso começa então a subir, primeiro por uma zona ainda habitacional (lugar de Torneiro) ...

... depois, pelo meio do monte.

O percurso segue uma levada que leva a água do Ribeiro de Escaiba por tubos até onde ela é mais precisa. 

Chegada ao Ribeiro de Escaiba , onde existe uma pequena represa. O percurso continua a subir (bastante)...

... e um pouco mais acima deparámo-nos com este triste espectáculo. Podia ainda gracejar dizendo uma piada como por exemplo "Tinham preparado a sala para nos receberem" mas a verdade é que me entristece profundamente ver atentados ao ambiente como este. Basta telefonar à câmara municipal de Arouca para que uma carrinha venha recolher os objectos volumosos de que nos queremos desfazer, no entanto, há pessoas que se dão ao trabalho de carregar tudo (certamente num tractor, pois o caminho é muito íngreme) e despejar a lixo no meio da natureza. Lamentável... 

Esta é a vista que se tem do vale de Rossas .

Chega-se então a uma zona de campos cultivados onde...

... devido à altura das colheitas e das vindimas que se aproxima, foi possível encontrar suculentas uvas conhecidas por cá como "uvas americanas". Uma delícia!

O trilho voltou a atravessar uma zona de monte, onde a poeira levantada pelo grupo fazia crer que se tratava de um grupo numeroso.

Chegada à capela de Póvoa - Provizende

Próximo da capela, a organização tinha providenciado um delicioso "reforço" com maças e broa com mel! Um espectáculo!

O percurso continua desta vez em direcção ao lugar de Souto Redondo.

Segue inicialmente pela estrada...

... passando por este cruzeiro...

... para logo voltar a zonas de campos de milho, com vistas fantásticas sobre o vale de Rossas ,

...com alminhas servindo de marca das crenças locais e do próprio percurso.

Uma outra perspectiva do caminho...

... que foi tantas vezes sulcado por carros de bois, que as lajes ficaram com esta marca.

Um campo de regadio ou "lameiro".

~

Atravessa-se uma pequena linha de água por uma pequena ponte e logo de seguida, passa-se por este pequeno souto (que não é redondo!) :-)

Chegada a Souto Redondo, um pequeno lugar onde todas as ruas têm nome...

... e onde as cebolas nos observam à janela!

Depois de sair da aldeia, o panorama, olhando para trás, era este: a Serra da Freita .

 

Chegada ao cruzamento na zona da Portelada . Aí, segue-se pela estrada ascendente e pouco depois de passar pela escola abandonada, vira-se à esquerda pelo monte.

Os caminhantes a descer pelo monte.

Chegada à zona da velha escola primária de Lourosa de Matos. Na foto, mal se vê o edifício branco à direita.

Passagem por uma antigo palheiro e logo a seguir passa-se pelo centro do lugar de Lourosa de Matos.

À saída do lugar, segue-se pela estrada abaixo...

...até encontrar à esquerda umas placas a indicar a proximidade do Rio Urtigosa e de Rossas .

Desta vez, cruza-se o rio mais a montante do seu curso...

... por uma ponte que mal se vê.

Mais adiante vai surgir novamente um rêgo de água ao longo do qual vamos seguir até encontrar as primeiras habitações.

Chegada novamente à Igreja de Rossas . A partir daqui, fomos convidados para o Parque de Lazer de Sinja que é relativamente próximo, para sermos brindados com um porco no espeto, petiscos e bebidas pela celebração do aniversário dos Unidos de Rossas .

Uma organização cinco estrelas num passeio agradável.

Boas caminhadas

Darasola

Autoria e outros dados (tags, etc)

No passado dia 8 de Setembro, a Câmara Municipal de Vale de Cambra inaugurou o seu 2º percurso pedestre. Desta feita, o percurso liga S. Pedro de Castelões ao Santuário da Sr.ª da Saúde pelos caminhos utilizados antigamente pelos romeiros.

A igreja de S. Pedro de Castelões.

No largo abaixo da Igreja encontra-se o início do percurso.

O percurso tem um desnível bastante acentuado já que é sempre a subir até chegar ao lato da serra onde fica o Santuário da Sr.ª da Saúde. As duas primeiras subidas são algo penosas visto que o corpo ainda não está suficientemente quente para um esforço destes. De qualquer forma, é óptimo para perder o frio!

Passagem por um campo coberto de abóboras.

O cimo da 1ª subida. O grupo era relativamente reduzido, cerca de 25 pessoas. Espero que a câmara consiga divulgar melhor as suas actividades no sentido de que mais pessoas possam desfrutar da beleza das suas paisagens.

O percurso atravessa por duas vezes a Estrada Nacional 328 que liga Vale de Cambra a Sever do Vouga.

As paisagens rurais alternam...

...com paisagens florestais.

A 2ª travessia da EN 328.

Passagem por uma zona de caminhos entre campos, cobertos de ramadas...

... e de uvas a ficarem maduras.

De seguida surgem um bosque sombrio de carvalhos e castanheiros...

... ao fundo do qual existe uma represa.

Depois o percurso segue sempre por zonas de eucaliptais.

Passando ainda por uma fonte. Acho que é potável. De qualquer forma, eu bebi dessa água e ainda estou cá para escrever sobre isso.

Uma passagem de onde se avistava a EN 328 mais abaixo.

O percurso atravessa uma ribeira com uma pequena lagoa.

Chegada ao alto da serra, ao início da zona do santuário.

O Santuário da Sr.ª da Saúde de Vale de Cambra e a capela.

É um local muito agradável com muita sombra e relativamente calmo.

Outra perspectiva da capela.

Depois foi sempre a descer pelo mesmo percurso até S. Pedro de Castelões. O percurso tem cerca de 9 km e é obviamente linear. É um percurso agradável em especial a zona do santuário. Os meus parabéns à Câmara de Vale de Cambra pela iniciativa. Parece que vai ser para repetir em breve, em Outubro num novo percurso que vai ser inaugurado. Não vou perder.

Boas caminhadas

Darasola

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D