Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Boas festas

por darasola, em 23.12.12

A todos os amigos e leitores deste blog, deixo os votos de um bom Natal e um Feliz 2013!!

Boas caminhadas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Trilho da Pedra Alçada - PR12 - Caminha

por darasola, em 23.12.12

Rumei em direção ao Norte do país, para mais um percurso pedestre na companhia do grupo ANDAR.CC. Os motivos para percorrê-lo eram vários, mas confesso que queria acima de tudo conhecer o Mosteiro de S. João de Arga. O PR12 leva-nos a conhecer alguns recantos da Serra de Arga, nomeadamente o seu ponto mais alto a 742 m. De lá até se consegue ver os dois rios mais importantes da região: o Minho a Norte e o Lima a Sul. Para além disso, avista-se perfeitamente a costa atlântica numa larga extensão. A parte inicial do percurso desde a aldeia de Arga de S. João passa pela igreja local e inicia uma longa ascensão pela encosta despida de árvores, apenas com vegetação rasteira. Por lá, consegui ver pela 1ª vez garranos em liberdade, um avistamento que muito me agradou. Para chegar ao cume e ao posto de vigia lá instalado, é necessário fazer um desvio do percurso circular, seguindo por um estradão local. Aproveitamos para contemplar a panorâmica fantástica que nos é oferecida antes de regressarmos pelo mesmo estradão até voltarmos a reencontrar o trilho circular. Depois de uma longa descida, a vegetação altera-se e passamos a bosques de bétulas. Mais abaixo, o grupo aproveitou um parque de merendas junto a um ribeiro para almoçar. De seguida, o trilho encontrar uma estrada ao longo da qual seguimos até avistar as placas assinalando o mosteiro. O local tem mesmo algo de especial, e é completamente diferente de todos os mosteiros que conheci até agora. Gostei do local onde está implantado, rodeado por um lado de um bosque denso e sombrio, e por outro com uma vista fantástica sobre a montanha. O estilo simples e despojado dos edifícios, entre os quais se destaca a alvura da capela, bem como os sobreiro seculares que testemunham e vigia com solenidade todo o local deixaram-me encantado. Seguimos então por trilhos pelo bosque, ouvindo o murmúrio de um ribeiro até passarmos uma ponte rudimentar. Finalmente, encetamos a subida que nos levaria de regresso à aldeia onde iniciámos este percurso com aproximadamente 14 km.

Ficam as fotos e a ficha técnica:

Sinalética

Igreja de Arga de S. João. 

Vista para o núcleo rural de Falgueiras.

O grupo a caminhar junto ao ribeiro.

Pastorícia.

Aspeto da vegetação onde se destacam os sobreiros e o mato rasteiro.

Marcações no percurso.

Até aqui encontrámos a praga das fitas!!! Mais uma prova como os senhores das provas organizadas continuam a esquecer o trabalho de limpeza!

A subida pelo flanco da serra.

O 1º grupo de garranos.

A foz do rio Minho e o monte de Stª Tecla do lado espanhol.

A água corria serra abaixo.

Depois de passarmos junto ao monte do Crasto do Alto da Coroa.

Mais à frente, passamos junto à pedra chapéu.

2º grupo de garranos.

Aqui avistámos o posto de vigia da pedra alçada e seguimos pelo caminho até lá.

O posto de vigia cada vez mais perto.

A vista para a costa atlântica.

Os dois vértices geodésicos locais.

O grupo abrigando-se do vento forte que se fazia sentir.

Era perfeitamente possível ver o brilho do rio Lima e o vulto de Santa Luzia de Viana do Castelo.

Uma melhor vista para o monte de Stª Tecla.

À medida que íamos descendo, conseguíamos ver o bosque onde se encontra o mosteiro.

O percurso segue descendo para sul, invertendo depois o sentido...

... e seguindo para uma zona arborizada.

Os bosques de bétulas.

Ao longo do percurso pudemos observar inúmeros cogumelos.

Parque de merendas.

A ribeira mesmo junto ao parque de merendas.

Seguimos por estrada até às imediações do mosteiro.

Sinalética.

Mais cogumelos.

Um belo bosque de coníferas.

Um cruzeiro indicando que o mosteiro estava perto.

Junto à entrada do mosteiro, um enorme sobreiro oco.

Entrada do recinto.

Portão e capela.

Pelo pátio interior do mosteiro, encontramos imensos sobreiros centenários.

O edifício das acomodações do mosteiro.

Várias perspetivas do local.

A vista para o vale e a montanha.

O corredor do edifício.

O grupo da caminhada.

Anões entre gigantes.

Descida depois do mosteiro.

Passagem de um pequeno ribeiro.

Formava uma pequena lagoa.

Trilhos enlameados.

Passagem de uma ponte antiga em cimento...

... antes de iniciar a subida até à aldeia.

A vista para a aldeia.

Azevinho (Ilex aquifolium).

Mais um anão entre gigantes.

Um belo percurso com cerca de 14 km que nos deu a conhecer um pouco da Serra de Arga.

 

Distância: cerca de 14 km

Tempo: 3h30 (+/-)

Tipo: circular (com desvio linear até à pedra alçada)

Dureza física

Dificuldade técnica

Beleza do Percurso

Marcação:

Informações sobre o percurso: (aqui)

Panfleto oficial: (aqui)

 

Ponto positivos: vistas sobre os rios Minho e Lima e sobre a costa, Mosteiro de S. João de Arga 

Pontos negativos: nada a assinalar

 

Boas caminhadas

darasola

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D