Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Lagoa do Fogo [S. Miguel - Açores]

por darasola, em 25.10.13

A visita aos Açores e aos seus trilhos era um desejo antigo que finalmente pôde concretizar-se. E esta foi a primeira de várias caminhadas feitas neste maravilhoso arquipélago, todas elas na ilha de S. Miguel. Inicialmente, tinha pensado fazer o percurso marcado da lagoa do fogo, o PRC2SMI - Praia - Lagoa do Fogo, no entanto por ser linear e com 12 km de extensão e visto querermos aproveitar para conhecer a ilha, acabámos por colocar essa opção de lado. Decidimos conhecer a zona e de carro e chegamos inesperadamente a um belo miradouro. Dali, vimos vários grupos a descer por um carreiro até ao nível da lagoa, onde se encontravam algumas pessoas a fazer praia. Não resistimos à beleza da lagoa (a mais bela das que vi em S. Miguel) e decidimos ir à descoberta do trilho, que parecia relativamente fácil e nos levavam a um local nunca antes explorado: a cratera de um vulcão. A descida inicial (e subida final) é bastante íngreme e com o calor que se fazia sentir o regresso foi bem suado, mas a descoberta da perspetiva no centro de uma cratera e a beleza da vegetação superaram qualquer dificuldade. Acabamos por percorrer cerca de 4 km ao sabor das fotografias ao local.

Ficam as fotos:

Vista do miradouro da Barrosa.

A vista do miradouro do início da descida. As cores e a paisagem são espetaculares.

Início do trilho.

Mal se notam as pessoas a descerem entre a vegetação.

Muita gente a descer / subir pelo trilho.

Existem degraus improvisados ao longo do percurso.

Já dentro da caldeira, ao nível da água da lagoa.

Paisagem fabulosa.

Existem vestígios de uma construção, que não foi possível identificar.

A vegetação no interior da cratera.

Pessoas a fazer praia.

A praia da lagoa estende-se a perder de vista. Infelizmente, não fomos até ao seu término. Ficou a dúvida se seria possível fazer a volta completa da cratera.

Já de regresso, na subida que apesar de ter apenas 600m é suficiente para obrigar a paragens.

Os pitorescos degraus do trilho. Apesar de ser acessível e de termos visto família completas a percorrê-lo, achei que algumas zonas poderiam revelar alguns perigos no caso de tropeçar. Com efeito, o declive ainda é acentuado, por isso convém ter cuidado.

Ficha técnica: 

Distância: cerca de 4 km

Tempo: 1h30 +/- (contando com paragens para fotos e contemplação)

Tipo: linear

Dureza física:

Dificuldade técnica:

Beleza do Percurso:

Marcação: n/a

Informações sobre o percurso: n/a

Outros sites de relevo:

Panfleto oficial: n/a

Trilho GPX: wikiloc darasola

Ponto positivos: a beleza natural de todo o cenário

Pontos negativos: a subida e o perigo nos degraus irregulares

 

Boas caminhadas

darasola

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta da Aveleda [Penafiel]

por darasola, em 13.10.13

 Esta visita vinha sendo adiada havia já quatro anos, mas finalmente proporcionou-se a oportunidade de conhecer a Quinta da Aveleda, em Penafiel. Esta quinta é o berço da empresa familiar que se tornou o maior exportador nacional de vinho verde, com marca tão conhecidas como o "Casal Garcia". Possui uma loja própria, onde podem ser adquiridos os bilhetes para a visita à quinta (3,5€). O trajeto dura cerca de uma hora e leva-nos a percorrer os jardins, descobrindo vários espécimes de interesse, como sequóias e um eucalipto com mais 100 anos. Descobrimos várias construções particulares como a janela manuelina (Séc. XVI), a torre das cabras, a casa do chá, a fonte das quatro irmãs, e acima de tudo, a casa e capela da família. A visita ainda proporciona a entrada na adega onde se envelhece a aguardente velha e no final, podemos também ter uma prova do queijo produzido na quinta e dois tipos de vinho (corresponde a uma extra na visita - contar com mais 1€).

Ficam as fotos do percurso:

Loja da quinta, situada à entrada.

o interior.

Vinhos da marca Aveleda.

O famoso Casal Garcia.

São vários os edifícios completamente cobertos de vegetação, o que lhes confere uma beleza própria.

Visita à sala de engarrafamento.

Exposição no átrio da visita à sala de engarrafamento.

Fotos antigas da quinta.

Depois, dá-se início à visita dos jardins, caraterizados pela beleza verdejante e por vários pontos de água.

Chegando ao eucalipto centenário.

No local, existe um painel com uma foto da família Guedes, neste preciso local, em 1813. E a árvore já era grande!

Caminho na quinta.

A casa do guarda, com a sua construção romântica a lembrar as histórias dos contos de fadas.

Outra casa próxima. Segundo o guia, esta casa era reservada aos noivos da família, para passarem a noite de lua de mel.

Outra perspetiva da casa.

A original torre das cabras.

Uma construção sem dúvida original.

Estávamos a ser observados!

Janela manuelina. Segunda dizem, terá sido a partir desta janela que D. João IV terá sido aclamado rei de Portugal.

A vista sobre o lago da quinta.

A casa do chá.

Embora o interior seja um pouco mórbido...

... a parte exterior e o local onde a casa se encontra é lindíssimo.

Uma casa de contos de fadas.

Um pórtico antigo que também foi levado pela família Guedes para a quinta.

A fonte de N. Sr.ª da Vandoma.

A vista para o lindíssimo relvado. Segundo o guia, é aqui que se realizam as cerimónias de casamento da família.

o relvado e a fonte ao fundo.

Chegada à casa da família, com a fonte das quatro irmãs em 1º plano.

Uma construção lindíssima e imponente.

A capela da família contígua à casa.

Mais um pequeno lago..

... ao fundo, a casa dos patos.

Até os patos vivem bem!

Visita à adega onde envelhece a aguardente velha.

O corredor interior com os pipos onde envelhece o precioso líquido.

A caminho do edifício das provas.

Foi nesta varanda espetacular que tivemos oportunidade de saborear o queijo e vinho local.

Uma varanda com vista para a vinha, de onde não apetecia sair.


Ficha técnica: 

Distância: pouco mais de 1 km

Tempo: 1h +/- (sem contar o tempo da prova)

Tipo: circular

Dureza física:

Dificuldade técnica:

Beleza do Percurso:

Marcação: n/a

Informações sobre o percurso: aqui

Outros sites de relevo:

Panfleto oficial: n/a

Trilho GPX: n/a

Ponto positivos: a beleza do jardim e das construções da quinta

Pontos negativos: o preço ?

 

Boas caminhadas

darasola

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D