Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Caminhos Medievais - PR 1 - Felgueiras

por darasola, em 19.03.13

O gosto pela descoberta levou-me desta vez à região de Felgueiras, para percorrer dois PR de uma só vez, o PR1 - Caminhos Medievais e o PR2 - Caminhos verdes (cujo relato farei à parte). O PR1 é um percurso relativamente curto (pouco mais de 6 km) que liga vários pontos de interesse, essencialmente monumentos religiosos e pontes históricas. O percurso não deslumbra pela beleza natural, mas encontram-se alguns pontos com uma vegetação e paisagens interessantes. Na altura de começar, surgiu a dúvida acerca do percurso de cada um dos PR, confundindo-se facilmente PR1 e PR2. Depois de encarreirar no trilhos certo, passeio pelo solar da Casa das Portas, pelo Paço de Pombeiro, pelo imponente edifício do antigo seminário de Stª Teresinha, pela calçada romana e o seu cruzeiro, pelo espetacular Mosteiro de Pombeiro e o seu aqueduto, pela ponte de Vila Fria e pela ponte medieval do Arco e a sua calçada romana. Sem dúvida, motivos mais do que suficientes para percorrer este trilho. Deixo aqui o registo fotográfico.

PR1 e PR2 é tudo igual?

Cruzamento junto ao acesso do parque de campismo

Largo onde se cruzam os dois caminhos e onde fiquei na dúvida sobre o caminho certo.

Plantação de vinha. Esta é uma região de vinho verde.

Casa das Portas (solar barroco do Séc. XVIII)

Aldeia do Burgo.

Ruela central da aldeia de Burgo.

~

Os traços medievais do Paço de Pombeiro.

Um edifício interessante sem dúvida.

Mais adiante, o intrigante edifício do antigo seminário de Stª Teresinha.

O percurso segue com vinha a perder de vista.

O edifício é mesmo imponente. Seria curioso visitá-lo.

A zona do cruzeiro e da calçada romana.

Cruzeiro de Pombeiro.

Alminhas?

Ao fundo, as torres do Mosteiro de Pombeiro.

Um belíssimo edifício que, infelizmente, se encontrava fechado e não permitiu a visita.

A porta de entrada é fantástica.

Este monumento integra a Rota do Românico do Vale do Sousa.

Segui então em direção a Vila Fria.

Saída da zona do mosteiro.

Passagem junto ao aqueduto.

Em estado impecável de conservação.

Ostenta estes números todos como sinal de uma eventual translação ou trabalho de recuperação.

A vista olhando para trás. A partir daqui, apanhei uma subida algo longa.

Lavadouro público.

Painel informativo dos percursos.

Ponte de Vila Fria.

Outra perspetiva da ponte.

O caminho abandona a estrada, seguido por este caminho rural.

Chegada à ponte romana do Arco.

Imagem em azulejo numa casa em ruínas.

Travessia da ponte.

O rio Vizela e um moinho.

Marco existente a meio da ponte.

O PR1 e PR2 voltam a cruzar-se neste local.

Painel informativo.

Depois das recentes cheias, o rio corre placidamente.

Percurso junto ao rio. Este troço é comum aos dois PR.

Chegada à estrada.

Encontramos a placa que referencia a ponte romana do Arco. Virando à esquerda, voltámos a encontrar o local de partida.

 

Ficha técnica:

Distância: cerca de 6 km

Tempo: 1h30 (+/-)

Tipo: circular

Dureza física

Dificuldade técnica

Beleza do Percurso

Marcação (apesar de haver marcações, falha nalguns cruzamentos essenciais)

Informações sobre o percurso: aqui

Panfleto oficial: aqui

 

Ponto positivos: Património edificado (Mosteiro de Pombeiro, Casa das Portas, Paço de Pombeiro, antigo seminário de Stª Teresinha, aqueduto, ponte de Vila Fria e  ponte medieval do Arco, calçada romana)

Pontos negativos: o trilho em si tem pouco beleza, segue demasiado por estradas, alguma confusão na sinalética

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D