Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Depois da 1ª parte da caminhada, a dupla jornada pelas lagoas de Bertiandos continuou desta vez com o percurso da água. Um percurso com cerca de 12,5 km (o mais longo da oferta da lagoas de Bertiandos). Regressando novamente ao centro de interpretação ambiental, partimos em direção à Quinta de Pentieiros (Centro de acolhimento local), com a sua original vedação junto à estrada. O trilho segue (infelizmente) ao longo da estrada durante algum tempo passando junto ao acesso rodoviário do IP9, até alcançarmos a zona da ponte de Pentieiros, com a sua azenha e as alminhas. Um local muito agradável onde o grupo de reuniu para contemplar as águas límpidas do rio Estorãos e tirar a foto de grupo. Daí, seguimos ao longo do regadio de Estorãos até encontrarmos a estátua das quatro mãos, um monumento que simboliza a união das quatro freguesias locais. Seguimos para a ponte da Freixa, onde o grupo aproveitou para almoçar. Continuando junto às margens do rio Estorãos, chegamos à lagoa das Tapadas do Mimoso, onde voltamos a seguir por passadiços de madeira. Depois de passarmos a zona da Porta de Bertiandos, alcançamos o ex-libris local do Solar de Bertiandos, onde se destaca o marco miliário e a sua torre de 1566. Aí encontramos a EN 202, ao longo da qual seguimos por um carreiro existente num patamar superior, permitindo circular com segurança ao longo desta movimentada estrada (só é pena o ruído dos veículos ao passar). Já perto do final do percurso, ainda avistamos outra construção assinalável, a Quinta da Lage, antes de alcançarmos a Porta de Arcos. Ainda aproveitamos para visitar o centro de interpretação ambiental local.

 

O "reagrupar" das "tropas" depois do PR1.

Sinalética do percurso.

Direção Quinta de Pentieiros.

Encontramos então o alcatrão, que nos acompanharia durante algum tempo neste percurso.

Na reta da Quinta de Pentieiros.

A original vedação da quinta.

Entrada da quinta: "Eu sou devedor à terra / A terra me está devendo / A terra paga-me em vida / Eu pago à terra em morrendo..."

A quinta possui alojamento / camping para quem quiser ficar por lá.

Ao lado da quinta, existe um amplo complexo desportivo.

Símbolo das Lagoas de Bertiandos com a Serra de Arga e a torre da Srª do Minho em pano de fundo.

Passagem junto ao acesso ao IP9, quanto a mim uma "nódoa" no percurso.

Igreja de Estorãos à vista.

As alminhas junto à ponte.

Vista da ponte e azenha de Estorãos.

Outra perspectiva a partir das poldras da represa.

Seguindo pelas ruelas locais.

Passagem junto à capela de Estorãos.

Aqui por baixo passa o regadio de Estorãos.

IP9 à vista.

Passagem debaixo da enorme estrutura de cimento e aço.

Apesar de continuarmos por alcatrão, a paisagem com campos de um lado e o rio do outro tornaram o percurso agradável.

O grupo.

Veiga da Lousa.

A estátua das quatro mãos.

O grupo junto à estátua.

Continuando por estrada.

Informação útil.

Painel informativo.

Paragem em cima da ponte da Freixa para almoço.

Vários percursos se cruzam neste local.

Continuando a caminhada depois da pausa-almoço, seguindo junto ao rio.

Chegada à lagoa do Mimoso.

Vista para a lagoa.

Mais um abrigo para observação de aves.

A vista a partir do abrigo.

Continuando pelos passadiços de madeira.

PR6 e PR2 a cruzarem-se.

Vestígios de uma ponte antiga.

Saída pela porta de Bertiandos.

Saímos da zona de arvoredo.

Caminho junto ao Solar de Bertiandos debaixo de uma enorme ramada de videiras.

Portão lateral do solar.

Vista para o belíssimo edifício.

O miliário existente no pátio do edifício.

Outra perspetiva.

Do lado de lá da estrada, campos com vinhas...

... um moinho e para além das árvores, o rio Lima.

Vista frontal.

Seguindo junto à EN 202.

Campos e Serra de Arga em fundo.

Campos de vinha da Quinta da lage.

Quinta da Lage.

Passando pela Porta de Arcos.

Visita ao centro de interpretação ambiental.

 

 

Ficha técnica: 

Distância: cerca de 12,5 km

Tempo: 4h30 min (+/-)

Tipo: circular

Dureza física:

Dificuldade técnica:

Beleza do Percurso:

Marcação:

Informações sobre o percurso: site oficial

Outros sites de relevo: n/a

Panfleto oficial: aqui

Trilho GPX: n/a

Ponto positivos: o centro de interpretação ambiental, as zonas da lagoa, as passagens nos passadiços e observatórios de aves, a azenha e a ponte de Estorãos, a estátua das quatro mãos, Solar de Bertiandos.

Pontos negativos: n/a

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De por ai a 22.02.2014 às 10:38

"Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link)."

Deveria mencionar que esta caminhada não foi realizada pelo grupo darasola mas sim pelo grupo Solas Rotas
Imagem de perfil

De darasola a 23.02.2014 às 22:28

Resposta ao "Por aí":
Não percebi muito bem a razão deste seu comentário, mas se tivesse visto e clicado no link existente no post , teria ido parar ao post do 1º percurso dessa jornada dupla onde consta logo na 1ª linha a referência ao grupo dos Solas Rotas. A atividade foi dividida em duas, apenas por se tratar de dois percursos, mas vejo uma como continuação da outra e apenas não voltei a referenciar os Solas Rotas por já o ter feito anteriormente.
Quanto à referência dos copyrights, a mesma é completamente descabida pois as fotos (boas ou más) são da minha autoria, já que participei com muito gosto nessa atividade dos Solas Rotas, um grupo que aprecio muito pelo seu dinamismo, em especial por parte dos seus líderes.
Se é a primeira vez que vem a este blog, fique sabendo que o darasola não é um grupo. É um blog pessoal, por isso não há, não houve, nem nunca haverá "grupo darasola ". Apenas coloco relatos das caminhadas em que participo, por achar que vale a pena partilhar a beleza dos percursos, mas aparentemente há quem não mereça o trabalho que tenho.
darasola

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D