Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Desta vez, deixo aqui uma sugestão diferente que não corresponde sequer a uma caminhada, mas apenas a um pequeno passeio. Para quem vier a Arouca conhecer os passadiços do Paiva e ainda tiver forças para um pouco mais, fica a sugestão para conhecer os Icnofósseis de Cabanas Longas, mais um dos geossítios do Arouca Geopark.

Mas o que são icnofósseis? Se os fósseis correspondem a organismos que ficam preservados na rocha, os icnofósseis são vestígios desses organismos (pegadas, rastos) e que correspondem a vestígios da atividade desse organismos. Os icnofósseis de Cabanas Longas correspondem a pistas de cruzianas que fossilizaram e que aparecem agora expostas numa rocha vertical como se fosse uma parede. Para quem quiser saber mais podem consultar o site do geopark Arouca.

Foi inaugurada este ano um acesso ao local que veio facilitar a visita a todos. Por minha parte, já tinha ido ao local, mas o acesso fazia-se na altura monte acima e no meio de mato. Com a construção de uma escadaria e de plataformas elevas, o acesso ficou bastante facilitado. Para chegar ao local basta passar a zona do Areinho e da ponte sobre o rio Paiva e seguir em direção a Alvarenga. Poucas centenas de metros acima, numa curva em gancho de 180º, um corte surge em direção à aldeia da Paradinha. O local fica mesmo junto a essa estrada. Depois de descobrir o local, recomendo a visita à aldeia da Paradinha, com as suas casas de xisto e a praia fluvial.  Ficam as fotos do passeio.

Cabanas_Longas_01.jpg

A escadaria de acesso junto à estrada.

Cabanas_Longas_02.jpg

Quase a chegar ao topo.

Cabanas_Longas_03.jpg

As plataformas e escadarias de acesso.

Cabanas_Longas_04.jpg

Cabanas_Longas_05.jpg

A vista a partir da plataforma mais alta.

Cabanas_Longas_06.jpg

Outra perspetiva

Cabanas_Longas_07.jpg

Cabanas_Longas_08.jpg

Painel informativo sobre o geossítio.

Cabanas_Longas_09.JPG

A parede com os icnofósseis.

Cabanas_Longas_10.JPG

Bom passeio

darasola

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta é uma proposta para quem visita o Geopark Arouca, em especial a zona da Serra da Freita. A descoberta das Pedras parideiras é algo a não perder, por ser um fenómeno único no mundo. A zona foi intervencionada para oferecer melhores condições aos visitantes. Foi construído um passadiço de madeira em redor do afloramento principal. Também foi restaurada uma das casas da aldeia da Castanheira, um antigo palheiro, que foi reconvertido em centro interpretativo das pedras parideiras. Permite visionar um filme 3D sobre a geologia do concelho, em especial a zona da Freita, e tenta explicar a formação das pedras parideiras. Existe uma zona coberta junto a outro afloramento, que permite observar o fenómeno mesmo com mau tempo. A casa das Pedras Parideiras também tem uma pequena loja de produtos locais.

Depois de vermos o filme, atravessamos a estrada para chegar ao afloramento principal, que também é um dos pontos da Rota da Água e da Pedra, das Montanhas Mágicas.

A atividade propunha uma visita ao novo Radar Meteorológico da Freita, construído no Pico do Gralheiro, a cerca de 1100 m. Esta torre de 47 m e 13 pisos, serve a região norte do país permitido uma cobertura de uma zona que vai sensivelmente desde a Serra da Estrela até à Galiza. A caminhada até ao local é relativamente curta e simples e rapidamente chegamos à torre. A subida mais difícil foi mesmo a dos degraus todos que nos levaram até ao piso do miradouro (de notar que existe um elevador que permite a subida às pessoas com maiores dificuldades). Ali, uma sala redonda com vistas de 360º ofereceu-nos panorâmicas fantásticas sobre toda a zona, em particular sobre a queda de água da Frecha da Mizarela. Dali é possível ver a Serra da Estrela, a Ria de Aveiro e o grande Porto, isto se o tempo permitir, claro. Felizmente tivemos sorte com o dia, que estava fantástico.

Parideiras_Radar_01.JPG

Afloramento coberto junto à Casa das Pedras Parideiras

Parideiras_Radar_02.JPG

Parideiras_Radar_03.JPG

A sala de projeção do filme 3D no piso inferior

Parideiras_Radar_04.JPG

O piso superior com a loja de produto locais

Parideiras_Radar_05.JPG

Parideiras_Radar_06.JPG

Em direção ao afloramento principal

Parideiras_Radar_07.JPG

Início do passadiço

Parideiras_Radar_08.jpg

Painel da Rota da Água e da Pedra, das Montanhas Mágicas

Parideiras_Radar_09.JPG

Uma linda vaca arouquesa

Parideiras_Radar_10.JPG

Parideiras_Radar_11.JPG

A chegada à torre

Parideiras_Radar_12.JPG

Parideiras_Radar_16.JPG

Já na sala do miradouro com as vistas em redor

Parideiras_Radar_17.JPG

Parideiras_Radar_13.JPG

Parideiras_Radar_14.JPG

Parideiras_Radar_15.JPG

Esta é uma nova proposta turística para descobrir um pouco mais desta fantástica Serra da Freita.

Boas caminhadas

darasola

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D