Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pela primeira vez juntei-me ao grupo Um par de botas para participar numa caminhada que juntou poesia, património histórico e pedestrianismo. O percurso consistiu em seguir o aqueduto do Mosteiro de Stª Clara, de Vila do Conde até à sua origem, no monte de Terroso, onde pudemos visitar a Cividade aí existente. Em seguida, o regresso seria ao longo da Ecopista da antiga linha de comboio Póvoa de Varzim até Vila Nova de Famalicão. A atividade teve a mais valia de várias pausas ao longo do percurso para declamar poesia.

17028570_0lbio.jpeg

 O aqueduto contava inicialmente com 999 arcos, cuja envergadura vai aumentando à medida que se aproxima do destino, e transportava a água desde uma nascente em Terroso, junto ao nicho de Stº António, para o Mosteiro de Stª Clara, em Vila do Conde. Foi construído entre 1705 e 1714 e atravessa as freguesias de Beiriz e Argivai, no concelho da Póvoa de Varzim.

Mosteiro de Stª Clara

Vista sobre a foz do rio Ave.

O grupo a juntar-se.

Várias perspectivas sobre o aqueduto junto à sua parte final.

Foto de grupo

Um curioso azulejo com o aqueduto em pano de fundo.

Em vários pontos, o aqueduto foi destruído para dar origem a estradas...

e auto-estradas.

O nicho de Stº António em Terroso.

Uma vista mais geral e, ao lado, o edifício ...

... da nascente que alimentava o aqueduto.

Visita à Cividade de Terroso.

Vista sobre o antigo castro.

Vista a partir do castro sobre o litoral.

Fomos descendo até encontrarmos a ecopista.

Os vestígios de outros tempos.

O estranho farol de Regufe que se encontra a mais de 600 m da praia, atrás de uma enorme linha de casas.

A partir daqui, bastou seguir a linha do metro até Vila do Conde.

 

Ficha técnica: 

Distância: cerca de 21 km

Tempo: sem registo

Tipo: circular

Dureza física: 2/5

Dificuldade técnica: 1/5

Beleza do Percurso: 3/5

Marcação: n/a

Informações sobre o percurso: n/a

Outros sites de relevo: n/a 

Panfleto oficial: n/a

Trilho GPX:

Ponto positivos: O mosteiro de Stª Clara, o Aqueduto (claro), a cividade de Terroso

Pontos negativos: A falta de manutenção do aqueduto nalgumas secções e algumas partes feitas por estada

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma das últimas "andanças" levou-me a descobrir a novíssima Ecopista de Vila Nova de Cerveira. Tão nova que acabei por percorrê-la na véspera da inauguração oficial. O percurso com cerca de 6 km é linear e segue junto ao rio Minho, com cenários fantásticos. A ecopista é partilhada com utilizadores de bicicleta, mas é acima de tudo um ótimo percurso para praticar caminhadas e desfrutar do rio.

O percurso inicia-se junto à Praia fluvial da Mota.

Aspeto da pequena praia fluvial.

A sinalética do percurso ainda estava a ser instalada.

O piso em macadame rosa. De cada lado, vê-se uma cor estranha na terra. Trata-se de uma nova forma de semear relva, em que as sementes são projetadas com um líquido que a fixa no solo e a aduba ao mesmo tempo. Dá um aspeto estranho, mas com o passar dos dias e o crescimento da relva, acaba por desaparecer.

Vista do rio e do pequeno ilheu sobre o rio Minho.

A ecopista entre o rio e os campos.

Já estava a ser usufruída por pessoas de idades variadas.

Ponte sobre linha de água.

Junto à nova ponte, o vestígio da travessia rudimentar existente.

Chegada ao parque do Castelinho, já bem próximo do centro de Vila Nova de Cerveira.

Ponte com passagem para outro pequeno ilhéu.

O rio Minho em todo o seu esplendor.

Do lado de lá, a fortaleza de San Lorenzo de Goián.

Vila Nova de Cerveira é conhecida pela sua bienal das artes e esta obra de arte é uma das que se podem ver pela localidade.

Outra obra de arte junto ao rio.

Uma Grande Rota minhota também passa por aqui.

Junto ao pequeno embarcadouro junto às muralhas do castelo de Cerveira.

Passagem junto ao estranho edifício das piscinas municipais.

Em direção ao forte de Lovelhe, cujas ruínas vigiam ainda a travessia do rio Minho.

O percurso segue junto à Ponte da Amizade, a travessia rodoviária existente para ligar os dois países.

Passagem debaixo da ponte.

Aspeto depois de passar a ponte.

O percurso passa junto a uma unidade hoteleira local.

Depois termina junto a uma outra praia fluvial, a praia da Lenta, mas é possível continuar ainda por um caminho por entre a vegetação...

... que nos leva à ponta de uma pequena península do rio, de onde temos esta fantástica vista sobre o Minho e a ponte da Amizade.

 

Ficha técnica: 

Distância: 6 km

Tempo: 1h +/-

Tipo: linear

Dureza física

Dificuldade técnica

Beleza do Percurso:

Marcação: Não se aplica / basta seguir o piso rosa

Informações sobre o percurso: http://www.cm-vncerveira.pt

Panfleto oficial: aqui

 

Ponto positivos: facilidade do percurso, paisagens sobre o rio, infra-estruturas de apoio

Pontos negativos: nada a assinalar

 

Boas caminhadas

darasola

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D