Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sendeiro dos Moinhos da Barosa - Galiza

por darasola, em 09.04.16

As cascatas do rio Barosa situam-se entre Pontevedra e Caldas de Reis. É um local de que já tinha ouvido falar por diversas ocasiões, por associação ao tema do Caminho de Santiago português, pois o local fica muito próximo do percurso. Nunca tinha tido oportunidade de conhecer este local durante as várias idas a Santiago, por isso aproveitei umas mini-férias para ir à descoberta do parque da natureza do rio Barosa. Sabia também que existia por lá um pequeno trilho marcado - o PR-G 105 Sendeiro dos Muíños da Barosa - que permite explorar um pouco mais as margens do rio Barosa. O destaque do local vai sem dúvida para a enorme queda de água junto ao início do percurso, onde as pessoas se deliciam nos dias de verão com as águas refrescantes. A parte final da queda faz-se sobre um enorme afloramento granítico que criou uma enorme parque de diversões aquático natural. Existem várias poças e escorregas naturais onde as pessoas se divertem. Por lá também encontramos vários moinhos, uns em melhor estado do que outros. O trilho faz-se por entre a vegetação das margens do rio, o que proporciona abrigo do sol nos dias mais quentes. As marcações dos trilhos na Galiza são feitas com marcas pintadas brancas e amarelas e encontramo-las facilmente ao longo do trilho. Também existem cafés ao longo do percurso que podem ser aproveitados para apreciar a tarde a ouvir o som da queda de água. O trilho é mesmo muito pequeno, cerca de 2.1 km, e por isso dá perfeitamente para fazer o percurso e ainda sobra muito tempo para aproveitar para dar um mergulho.

Ficam as fotos:

Moinhos_Barosa_01.JPG

Painel informativo junto à base da queda de água.

Moinhos_Barosa_02.JPG

Aspeto da chegada à zona da base da queda de água.

Moinhos_Barosa_03.JPG

As famosas quedas de água.

Moinhos_Barosa_04.JPG

O afloramento rochoso é enorme e proporciona várias zonas de escorregas naturais.

Moinhos_Barosa_05.JPG

Aspeto de uma parte do trilho com as marcações.

Moinhos_Barosa_06.JPG

Painel informativo do percurso, que curiosamente se encontra cerca de 500 m depois de iniciar o trilho, contudo, como o percurso é circular, pode ser iniciado em qualquer local.

Moinhos_Barosa_07.JPG

Seta informativas do percurso.

Moinhos_Barosa_08.JPG

Rapidamente abandonamos a confusão junto à zona de banhos desapareceu

Moinhos_Barosa_09.JPG

Um pequeno café/bar no percurso. O edifício é um antigo moinho.

Moinhos_Barosa_10.JPG

Moinhos_Barosa_11.JPG

A ponte de acesso a um parque de merendas do outro lado do rio estava em obras e não dava para atravessar. De qualquer forma, o trilho não seguia por ali.

Moinhos_Barosa_12.JPG

Uma peculiar travessia..

Moinhos_Barosa_13.JPG

A combinação entre a vegetação e a água cria locais lindíssimos.

Moinhos_Barosa_14.JPG

E rapidamente chegámos ao topo do percurso e iniciámos então a descida para o ponto de partida.

Moinhos_Barosa_15.JPG

Agora seguimos pela margem esquerda do rio.

Moinhos_Barosa_16.JPG

Moinhos_Barosa_17.JPG

Chegada ao parque de merendas que tínhamos visto da outra margem.

Moinhos_Barosa_18.JPG

O moinho foi-se, a mó ficou.

Moinhos_Barosa_19.JPG

Moinhos_Barosa_20.JPG

Moinhos_Barosa_21.JPG

Aqui ficaram as paredes, o teto desapareceu.

Moinhos_Barosa_22.JPG

Este moinho, já próximo da base da queda de água foi recuperado...

Moinhos_Barosa_23.JPG

... no entanto, não se encontra preparado para funcionar.

Moinhos_Barosa_27.JPG

Moinhos_Barosa_25.JPG

Moinhos_Barosa_27.JPG

Moinhos_Barosa_24.JPG

A vista superior para a parte final da queda de água.

Moinhos_Barosa_26.JPG

 

Moinhos_Barosa_28.JPG

 

Ficha técnica: 

Distância: cerca de 2.5 km

Tempo: 1 h (com muita calma)

Tipo: circular

Dureza física: 2/5 (pela subida inicial)

Dificuldade técnica: 1/5

Beleza do Percurso: 5/5

Marcação: n/a

Informações sobre o percurso: aqui

Outros sites de relevo: n/a

Panfleto oficial: n/a

Trilho GPX: wikiloc.pt

Ponto positivos: a queda de água, os moinhos e a vegetação

Pontos negativos: o excesso de visitantes no verão

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tal como referido no post anterior, as Cies são um pequeno arquipélago ao largo de Vigo, que pertence ao Parque Nacional das Ilhas Atlânticas, que integra várias ilhas das Rias Bajas (Cies, Ons, Sálvora e Cortegada). São muitas vezes referenciadas como as Seychelles galegas e são constituídas por três ilhas – Monteagudo (ou Norte), O Farol e San Martiño. As 2 primeiras estão unidas por um longo areal, a praia de Rodas, considerada a melhor praia do mundo pelo diário inglês The Guardian (2007).

Os quatro percursos lineares ali existentes são os seguintes:

  1. Faro de Cies (3.5 km);
  2. Faro da Porta (2.6 km);
  3. Alto do príncipe (1.7 km);
  4. Faro do Peito (2.8 km).

Depois de ter percorrido os dois primeiros trilhos no dia anterior, restava-nos descobrir a ilha norte (Monteagudo).

Partida do parque de campismo e travessia da ligação entre as ilhas.

Vista para trás, para a ilha do farol e o parque de campismo.

Planta do arquipélago logo à saída do barco.

Placas informativas.

Aspeto do caminho inicial.

Pequeno desvio até ao areal da praia de Figueiras (ou dos alemães).

Aqui encontramos muito eucalipto.

Pequeno desvio em direção ao Alto do príncipe.

Deixamos o alto do príncipe para o regresse e seguimos em direção ao Faro do Peito.

Num desvio até uma das áreas de trabalho, descobrimos esta estranha construção que se parece com um forno, no qual está esculpida uma vieira em pedra, lembrando o caminho de Santiago.

Seguimos o trilho até ao observatório das aves.

Pelo caminho, encontrámos uma área com vestígios de edifícios, agora completamente em ruínas.

Binoculos e farol. Mais simples não podia ser...

O observatório para estar suspeso no vazio, felizmente é apenas uma ilusão devido à perspetiva.

Regressamos à bifurcação para seguir agora até ao farol.

O farol é mais um farolim que ilumina a ponta norte da ilha do Monteagudo.

Regressando.

Voltamos a bifurcação que nos levava ao alto do príncipe e seguimos até ao local referenciado, onde fomos premiados com esta vista fantástica para sul.

A cadeira da rainha, uma estranho formação rochosa que mais parece um trono feito à medida.

A vista sobre a ligação das ilhas, o lago, o parque de campismo e a praia de Rodas.

No regresso, voltamos pela praia

E claro que não resistimos a ficar por ali...

 

Ficha técnica: 

Distância: cerca de 10 km

Tempo: 2h30 +/-

Tipo: corresponde a dois percursos lineares

Dureza física:

Dificuldade técnica:

Beleza do Percurso:

Marcação: inexistentes, visto que não é um percurso marcado

Informações sobre o percurso: indisponível

Outros sites de relevo: http://ilhascies.com

Panfleto oficial: indisponível

Trilho GPX: aqui (um registo que não é meu, mas que corresponde aproximadamente ao que foi feito.

Ponto positivos: a beleza das paisagens e praia

Pontos negativos: n/a

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D