Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Para quem passa na autoestrada A4 a caminho de Amarante, talvez tenha reparado numa daquelas placas turísticas castanhas com a inscrição Tongóbriga e um desenho de algo parecido com uma inscrição de um "frontispício romano". Sempre fiquei curioso para saber um pouco mais sobre isso e fiquei a saber que correspondia a uma antiga cidade romana, implantada numa área bastante grande (50 ha) e que é monumento nacional desde 1986. Muita gente já ouviu falar ou visitou Conímbriga, mas acredito que Tongóbriga será menos conhecida. As semelhanças são evidentes pelas estruturas e vestígios observáveis, mas também pelas coberturas metálicas nas áreas arqueológicas (acredito que seja um mal necessário), mas Tongóbriga tem a mais valia de estar integrada numa pequena aldeia muito pitoresca, no lugar do Freixo.

Quando soube que havia um percurso pedestre nessa zona fiquei logo interessado em descobri-lo. Foi uma agradável surpresa que nos levou a vários recantos rurais destas aldeias do Marco de Canaveses. Encontramos moinhos recuperados, pontes de madeira improvisadas, poldras antigas, capelas abandonadas sem telhados, uma vendedora de broa e compotas, enfim, foi um dia bem passado em boa companhia.

Tongobriga_01.JPG

Tongobriga_03.JPG

Aspeto geral da área do complexo arqueológico - Fórum Tongóbriga.

Tongobriga_02.JPG

O percurso segue junto à vedação.

Tongobriga_04.JPG
A subida até à cruz.

Tongobriga_05.JPG

Tongobriga_06.JPG

Tongobriga_07.JPG

Todos os sítios valem para que o caminhante não se perca.

Tongobriga_08.JPG

Palheiro, eira e canastro/espigueiro.

Tongobriga_09.JPG

Não são nenhuns caretos transmontanos, mas apenas uma sim uma forma tradicional de manter as canas do milho para o gado.

Tongobriga_10.JPG

Por paisagens rurais no outono.

Tongobriga_11.JPG

A primeira travessia de um ribeiro.

Tongobriga_12.JPG

Mais uma eira e palheiro, o que carateriza bem o carácter agrícola da região.

Tongobriga_15.JPG

Um pequeno desvio assinalado para conhecer um moinho tradicional.

Tongobriga_13.JPG

Um moinho de rodízio restaurado, por fora...

Tongobriga_14.JPG

... e por dentro.

Tongobriga_16.JPG

Regresso ao trilho para encontrar a escadaria do Ribeiro de Covas.

Tongobriga_17.JPG

Tongobriga_18.JPG

Tongobriga_19.JPG

Trilhando a imensidão verde.

Tongobriga_20.JPG

Tongobriga_21.JPG

O trilho continua a seguir o ribeiro numa zona que pode ser mais complicada em épocas de chuva.

Tongobriga_22.JPG

Tongobriga_23.JPG

Apenas as paredes ao alto.

Tongobriga_24.JPG

Chegada à zona das poldras do Ribeiro de Covas.

Tongobriga_25.JPG

As pedras das poldras são enormes.

Tongobriga_26.JPG

Muita água devem ter passado por entre e por cima destas poldras.

Tongobriga_27.JPG

Tongobriga_28.JPG

O percurso é mesmo por ali: há-que subir a escada e abrir o portão (e fechá-lo também).

Tongobriga_29.JPG

Os encantos do outono.

Tongobriga_30.JPG

Construção agrícola tradicional

Tongobriga_31.JPG

Pouco depois da aldeia de Fontes...

Tongobriga_32.JPG

... encontramos a casa de uma produtora local de broa caseira e compotas.

Tongobriga_33.JPG

Aproveitamos logo para nos abastecermos.

Tongobriga_34.JPG

A zona tinha sido mais uma fustigada pela praga dos incêndios.

Tongobriga_35.JPG

Fizemos um pequeno desvio para conhecer uma zona do percurso da qual nos tínhamos afastado inicialmente...

Tongobriga_36.JPG

... e conhecer a capela da Sra da Aparecida. O telhado desapareceu, apenas as paredes se mantêm, mas mesmo assim não deixa se ser interessante.

Tongobriga_37.JPG

A vista a partir do fundo da área do complexo arqueológico.

Tongobriga_38.JPG

Por antigos caminhos entre muros.

Tongobriga_39.JPG

Um edifício com detalhes interessantes à chegada à aldeia de Freixo.

Tongobriga_40.JPG

O centro da aldeia e a Igreja de Stª Maria do Freixo.

Tongobriga_42.JPG

Entrada para o museu de Tongóbriga que infelizmente não pudemos visitar por estar fechado.

Tongobriga_43.JPG

Mais uma vista para a zona das ruínas.

Tongobriga_44.JPG

Painel informativo junto ao lavadouro público.

Tongobriga_45.JPG

Tongobriga_46.JPG

Aspeto das casas da aldeia.

Tongobriga_47.JPG

Tongobriga_48.JPG

Tongobriga_49.JPG

No lado oposto da estrada, uma zona de sepulturas e muralhas.

 

Ficha técnica: 

Distância: 8 km

Tempo: 2h30 (+/- com paragens para fotos e almoço)

Tipo: circular

Dureza física: 2/5

Dificuldade técnica: 1/5

Beleza do Percurso: 4/5

Marcação: 5/5

Informações sobre o percurso: aqui

Outros sites de relevo: http://www.tongobriga.net/

Panfleto oficial: aqui

Trilho GPX: Wikiloc

Ponto positivos: a zona arqueológica, moinhos e casas agrícolas, capela da Sra da Aparecida

Pontos negativos: apenas o facto de uma zona estar queimada

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D