Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais uma jornada na companhia dos Solas Rotas para descobrir a zona das Lagoas de Bertiandos, próximo de Ponte de Lima. Já tinha ouvido falar de forma bastante positiva desta zona, quer pela beleza das paisagens, quer pela riqueza ambiental. A proposta dos Solas Rotas era conjugar dois percursos: este (o da lagoa) e o percurso da água. Esta conjugação de trilhos é recomendável visto que este percurso da lagoa é relativamente curto (cerca de 1.6 km). As zonas ao longo dos passadiços de madeira são bastante agradáveis, mas imagino que terão outro encanto na altura da primavera.

 

O grupo durante o "briefing".

Passagem junto ao centro de interpretação ambiental das lagoas de Bertiandos.

 PR1, PR3 e PR4 a cruzarem-se por aqui.

Um posto de observação no meio da vegetação.

A caminhada começou com temperaturas bem baixas e o próprio solo estava congelado.

Início da parte dos passadiços de madeira que dão acesso à Lagoa de S. Pedro de Arcos.

A própria lagoa tinha partes completamente congeladas.

O percurso segue sobre as águas.

O sol pouco a pouco ia despertando e aquecendo a manhã gélida.

Nesta altura de fim de outono, a vegetação apresenta um aspeto algo desolador. O melhor será mesmo visitar esta zona na primavera.

Passagem por um posto de observação.

Seguindo sempre por passadiços.

Panorâmica da lagoa de S. Pedro.

A superfície gelada da lagoa.

Campo coberto pela névoa da geada a derreter.

A zona inclui vários percursos pedestres e contempla zonas onde se podem andar de bicicleta, no entanto (e como se percebe facilmente pela sua largura e para proteção da tranquilidade das aves) as zonas de passadiços são proibidas à passagem de bicicletas.

Seguindo um canal.

Passagem numa pequena ponte.

Regresso ao centro de interpretação ambiental.

Mapa esquemático do percurso.

 

Ficha técnica: 

Distância: cerca de 1,6 km

Tempo: 30 min (+/-)

Tipo: circular

Dureza física:

Dificuldade técnica:

Beleza do Percurso:

Marcação:

Informações sobre o percurso: site oficial

Outros sites de relevo: n/a

Panfleto oficial: aqui

Trilho GPX: n/a

Ponto positivos: o centro de interpretação ambiental, as zonas da lagoa, as passagens nos passadiços e observatórios de aves.

Pontos negativos: n/a

Autoria e outros dados (tags, etc)

Serra Devassa [S. Miguel - Açores]

por darasola, em 26.11.13

E como tudo o que é bom, acaba depressa, eis o último trilho percorrido na fantástica ilha de S. Miguel: o PRC5SMI da Serra Devassa. O percurso começa perto da lagoa do canário e leva-nos a descobrir múltiplas pequenas lagoas e a descobrir novos miradouros com vistas fabulosas. A curiosidade deste percurso foi a presença de nevoeiro "intermitente", que tanto aparecia ocultando tudo à nossa volta, como desaparecia e revela-nos paisagens fabulosas. O percurso é bastante concorrido, pois cruzámo-nos com bastantes pessoas pelo trilho, mas também pela quantidade de carros estacionados no local de partida. Talvez seja pela reduzida distância a percorrer, ou porque nos foi recomendado pelo funcionário do posto de turismo do aeroporto (a nós e a muita gente, provavelmente). A parte inicial do trilho leva-nos a uma zona praticamente sem árvores, com vegetação rasteira, onde seguimos por cumeadas de pequenas elevações. No ponto mais alto, encontrámos um miradouro com vista para várias lagoas como a lagoa do pau pique, a lagoa do Éguas, a lagoa rasa. De seguida, iniciamos uma descida pelo meio de uma paisagem estranha que parecia o resultado de uma tempestade. Chegámos então à margem da lagoa rasa e fomos observar uma construção que parecia ser um sistema de captação de água. Aqui, a vegetação revela sua beleza com várias coníferas e hortênsias em todo o lado. Depois de contornarmos a lagoa, retomamos a direção do ponto de partida por um um trilho muito estreito até chegarmos ao final.

O painel do início do trilho está afastado da estrada e do local de estacionamento.

Painel informativo.

Em direção às cumeadas.

Outros caminhantes seguindo pela linha da cumeada.

Na linha da cumeada em direção ao céu.

Serra Devassa

É por ali - direção lagos

Escadinha improvisada.

O nevoeiro a permitir-nos espreitar o mar.

Continuando a subida até ao marco 

Parece um paisagem no meio dos Andes (pelo menos, é assim que a imagino).

A lagoa do Éguas.

O pequeno miradouro de onde não se "mirava" nada...

... até o nevoeiro desaparecer e presentear-nos com esta vista.

Vista para a lagoa rasa.

O percurso passa ali em baixo.

Iniciando a descida.

Uma paisagem estranha, quase apocalíptica.

Uma estranha construção coberta pela vegetação. Não percebi a sua função.

Chegada à lagoa rasa.

Sistema de captação de água.

Contornando a lagoa, as hortênsias surgem ladeando os caminhos.

Uma zona lindíssima.

Vista da lagoa rasa entre a vegetação.

Início do trilho mais estreito.

A vegetação é mais densa e abriga-nos da ventania que se fazia sentir no topo.

Regresso às escadinhas iniciais.

A vista sobre o antigo aqueduto conhecido como o muro das nove janelas, que já tinha descoberto neste percurso.

Regresso ao estacionamento junto à estrada de acesso às Sete cidades.

 

Ficha técnica: 

Distância: cerca de 4,5 km

Tempo: 1h (+/-)

Tipo: circular

Dureza física

Dificuldade técnica

Beleza do Percurso

Marcação

Informações sobre o percurso: aqui

Outros sites de relevo: 

Panfleto oficial: PRC5SMI aqui e aqui

Trilho GPX: aqui

Ponto positivos: as vistas a longo do trilho e no alto do miradouro, a lagoa rasa e a sua vegetação.

Pontos negativos: n/a

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Instagram


Siga o darasola no Instagram

Instagram

Copyrights

A reprodução de todo ou qualquer texto, fotografia ou conteúdo é expressamente PROIBIDA sem autorização por escrito do autor. A reprodução não autorizada é punida por lei. O eventual uso de conteúdos deste blog deve ser SEMPRE acompanhado da referência ao mesmo (de preferência com link). Para contacto: dar.a.sola@sapo.pt

Facebook



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D