Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

darasola

Percursos pedestres, caminhadas, pedestrianismo, trekking, trilhos, aventuras, viagens, passeios e descobertas!

darasola

Percursos pedestres, caminhadas, pedestrianismo, trekking, trilhos, aventuras, viagens, passeios e descobertas!

Ilha das Berlengas - Trilho da ilha velha

20.11.11 | darasola

Situada a noroeste do cabo carvoeiro, a Reserva Natural das Berlengas abrange o arquipélago das Berlengas e os ilhotes das estrelas e Farilhões/Forcada, bem como a zona marítima envolvente.

São conhecidas pela qualidade das suas águas para a prática de mergulho e como zona de nidificação de aves marítimas por excelência ou ainda como ponto de passagem de aves migradoras.

Vista aérea da ilhaBerlengas_mapa

Mapa

A viagem iniciou-se no porto de Peniche onde embarcámos em direção à ilha.

A vista para o forte de Peniche, uma antiga prisão política, onde Álvaro Cunhal esteve preso e de onde conseguiu escapar a nado.

A vista para o Cabo Carvoeiro e o seu farol.

A chegada à enseada que serve de porto das Berlengas. É a única zona habitacional da ilha, onde existe um bairro de pescadores, um restaurante e algumas estruturas de apoio (posto da cruz vermelha, etc.)

Painel informativo da reserva natural das Berlengas.

A viagem faz-se a bordo do navio Cabo Avelar Pessoa, que faz duas vezes ao dia a ligação entre a ilha e o continente. Para além do transporte de passageiros, faz igualmente o transporte de mercadorias.

O acesso à ilha faz-se por esta íngreme subida até ao planalto.

Olhando para trás, a perspectiva sobre o porto.

Nessa mesma subida, surge pela direita o início do trilho da "ilha velha", um pequeno percurso com cerca de 1,5 km.

Saindo do caminho cimentado, o percurso passa a ser na sua totalidade por um carreiro estreito e com pedras soltas, algo traiçoeiro nas descidas e pouco aconselhado a calçado de verão.

A vista para os ilhéus à volta, as Estelas.

E outros ainda: os Farilhões.

A vista para Este, onde se pode avistar o continente e o cabo Carvoeiro.

Uma estranha estrutura, possivelmente algo relacionado com um antigo instrumento de navegação.

Ao longo do percurso surgem estas placa com os nomes referentes a cada um dos pontos de pesca ali existentes. O acesso é reservado apenas a pescadores autorizados para proteger o espaço de nidificação das aves.

A continuação do trilho.

Acesso ao ponto das Figueiras.

Pouco a pouco o trilho dá a volta e segue em direção ao ponto de partida. A aves, especialmente as gaivotas, são uma presença constante e os seus gritos são quase ensurdecedores.

Uma gaivota gigante? Ou um anão?

Acesso ao ponto do Capitão.

Já se avistava o caminho de partida. A volta é rápida e já estávamos quase de regresso.

A vista para a enseada do porto da ilha.

Já de regresso ao ponto de partida.

Daqui seguimos subindo até ao planalto onde continuámos a percorrer o resto da ilha no Trilho da Berlenga.

Podem encontrar o percurso todo das Berlengas na conta wikiloc do darasola.

Blogs Portugal

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.