Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

darasola

Percursos pedestres, caminhadas, pedestrianismo, trekking, trilhos, aventuras, viagens, passeios e descobertas!

darasola

Percursos pedestres, caminhadas, pedestrianismo, trekking, trilhos, aventuras, viagens, passeios e descobertas!

Pirinéus - Ordesa e Monte Perdido

03.09.07 | darasola

Desta vez Darasola aventurou-se por Espanha, mais precisamente até aos Pirinéus espanhóis , numa visita ao Parque Natural de Ordesa e Monte Perdido.

A vista do parque é fantástica. Fica-se deslumbrado perante o tamanho das serras e dos vales. Na imagem, a perspectiva ao entrar no parque com o edifício do centro de interpretação ambiental (no primeiro plano, logo por cima do 2º "a" de Darasola ).

O parque de Ordesa e Monte Perdido é Património da Humanidade.

O acesso ao parque é proibido em veículo próprio, pelo que é necessário apanhar um autocarro na aldeia de Torla , que nos leva confortavelmente, primeiro ao centro de interpretação e em seguida à "Pradera " que constitui o ponto de partida para todos os trajectos.

O percurso escolhido foi o mais fácil e talvez o mais concorrido: o da "Cola de Caballo ". Muita gente percorria o mesmo trilho devido à dificuldade alta dos outros. A verdade é que se nota que há mesmo muita gente nestes trilhos. No entanto, o Parque está limitado a 1800 visitantes por dia.

Apesar de ser o percurso mais concorrido, não quer dizer que não tenha encantos. As paisagens, como poderão ver nestas fotos, são espectaculares.

A vegetação é variada: desde framboesas e morangos selvagens, cardos, e florestas de arvoredos densos e escuros.

Existem várias quedas de água, todas com o líquido precioso, límpido e gelado.

 

Cenários fantásticos.

Outros caminhantes na mesma direcção da "Cola de Caballo ".

Um verdadeiro prado de montanha com muitas flores.

Junto a este local, foi a paragem para o picnic . Como refrescar a água? Fácil! Só colocar no rio uns minutos.

Logo a seguir a esta curva a chegada ao fim do vale com uma paisagem fantástica .

Uma fonte de água dos Pirinéus . Muito fresca também.

Mais uma queda de água. Podem utilizar o caminhante como referência do tamanho das queda de água.

 

A mesma queda.

Outra perspectiva ainda e desta vez com a lagoa em evidência.

Outra perspectiva. Devem calcular que eu gostei mesmo desta zona. :-D

Esta parece um postal.

O fim do vale, com o cume do Monte perdido (3355m ) no horizonte à esquerda.

O caminho continua até à base do monte e da "Cola de caballo ".

Cá está ela: a "cauda de cavalo"

Na foto não dá muito para ver a altura da queda de água, mas podem tentar perceber como era grande pelas pessoas na sua base.

Junto à "Cola de Caballo " existe a continuação do trilho em direcção ao acampamento base (Refúgio de Goriz ) que se divide por duas alternativas, uma por um trilho que serpenteia pela serra acima e outro, mais directo, que obriga a escalar um pouco a montanha. Decidimos ir pelo lado da escalada. Foi um pouco arriscado para quem não tem experiência, mas , felizmente existiam umas correntes onde nos agarrarmos e pegas metálicas para auxiliar a subida. Mesmo assim, vimos pessoas carregadas com mochilas de 50L que tiveram sérias dificuldades em fazer essa parte. Depois dessa subida encontramos o caminho que faz parte do GR11 e uma placa onde alguém deixou ficar as botas e talheres no seu interior. Muito estranho... :-D

O regresso pelo percurso do GR11 .

A vista sobre todo o vale e o caminho percorrido.

Lá ao fundo, muito pequenina, a "Cola de Caballo ". A altitude era cerca de "1700 e qualquer coisa" metros.

Alguns observadores atentos.

A marcas do GR11 que atravessa os Pirinéus do Atlântico ao Mediterrâneo.

Já depois da descida e no caminho de regresso (com algumas dores no pés) ainda conseguimos encontrar mais cenários para nos deixar deslumbrados.

Perto da Pradera " uma vista diferente do rio e dos montes.

Um dos bosques por onde passámos à ida e novamente no regresso.

Apetecia mesmo ir lá, mas é proibido e demasiado frio.

Adorei esta zona. Ficou a vontade de regressar, desta vez com o equipamento necessário para ficar no refúgio e atacar o Monte Perdido. Mais informações em www.ordesa.net

Boas caminhadas

Darasola

Blogs Portugal