Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

darasola

Percursos pedestres, caminhadas, pedestrianismo, trekking, trilhos, aventuras, viagens, passeios e descobertas!

darasola

Percursos pedestres, caminhadas, pedestrianismo, trekking, trilhos, aventuras, viagens, passeios e descobertas!

Caminhos de Tongóbriga - PR6 - Marco de Canaveses

18.09.17 | darasola

Para quem passa na autoestrada A4 a caminho de Amarante, talvez tenha reparado numa daquelas placas turísticas castanhas com a inscrição Tongóbriga e um desenho de algo parecido com uma inscrição de um "frontispício romano". Sempre fiquei curioso para saber um pouco mais sobre isso e fiquei a saber que correspondia a uma antiga cidade romana, implantada numa área bastante grande (50 ha) e que é monumento nacional desde 1986. Muita gente já ouviu falar ou visitou Conímbriga, mas acredito que Tongóbriga será menos conhecida. As semelhanças são evidentes pelas estruturas e vestígios observáveis, mas também pelas coberturas metálicas nas áreas arqueológicas (acredito que seja um mal necessário), mas Tongóbriga tem a mais valia de estar integrada numa pequena aldeia muito pitoresca, no lugar do Freixo.

Quando soube que havia um percurso pedestre nessa zona fiquei logo interessado em descobri-lo. Foi uma agradável surpresa que nos levou a vários recantos rurais destas aldeias do Marco de Canaveses. Encontramos moinhos recuperados, pontes de madeira improvisadas, poldras antigas, capelas abandonadas sem telhados, uma vendedora de broa e compotas, enfim, foi um dia bem passado em boa companhia.

Tongobriga_01.JPG

Tongobriga_03.JPG

Aspeto geral da área do complexo arqueológico - Fórum Tongóbriga.

Tongobriga_02.JPG

O percurso segue junto à vedação.

Tongobriga_04.JPG
A subida até à cruz.

Tongobriga_05.JPG

Tongobriga_06.JPG

Tongobriga_07.JPG

Todos os sítios valem para que o caminhante não se perca.

Tongobriga_08.JPG

Palheiro, eira e canastro/espigueiro.

Tongobriga_09.JPG

Não são nenhuns caretos transmontanos, mas apenas uma sim uma forma tradicional de manter as canas do milho para o gado.

Tongobriga_10.JPG

Por paisagens rurais no outono.

Tongobriga_11.JPG

A primeira travessia de um ribeiro.

Tongobriga_12.JPG

Mais uma eira e palheiro, o que carateriza bem o carácter agrícola da região.

Tongobriga_15.JPG

Um pequeno desvio assinalado para conhecer um moinho tradicional.

Tongobriga_13.JPG

Um moinho de rodízio restaurado, por fora...

Tongobriga_14.JPG

... e por dentro.

Tongobriga_16.JPG

Regresso ao trilho para encontrar a escadaria do Ribeiro de Covas.

Tongobriga_17.JPG

Tongobriga_18.JPG

Tongobriga_19.JPG

Trilhando a imensidão verde.

Tongobriga_20.JPG

Tongobriga_21.JPG

O trilho continua a seguir o ribeiro numa zona que pode ser mais complicada em épocas de chuva.

Tongobriga_22.JPG

Tongobriga_23.JPG

Apenas as paredes ao alto.

Tongobriga_24.JPG

Chegada à zona das poldras do Ribeiro de Covas.

Tongobriga_25.JPG

As pedras das poldras são enormes.

Tongobriga_26.JPG

Muita água devem ter passado por entre e por cima destas poldras.

Tongobriga_27.JPG

Tongobriga_28.JPG

O percurso é mesmo por ali: há-que subir a escada e abrir o portão (e fechá-lo também).

Tongobriga_29.JPG

Os encantos do outono.

Tongobriga_30.JPG

Construção agrícola tradicional

Tongobriga_31.JPG

Pouco depois da aldeia de Fontes...

Tongobriga_32.JPG

... encontramos a casa de uma produtora local de broa caseira e compotas.

Tongobriga_33.JPG

Aproveitamos logo para nos abastecermos.

Tongobriga_34.JPG

A zona tinha sido mais uma fustigada pela praga dos incêndios.

Tongobriga_35.JPG

Fizemos um pequeno desvio para conhecer uma zona do percurso da qual nos tínhamos afastado inicialmente...

Tongobriga_36.JPG

... e conhecer a capela da Sra da Aparecida. O telhado desapareceu, apenas as paredes se mantêm, mas mesmo assim não deixa se ser interessante.

Tongobriga_37.JPG

A vista a partir do fundo da área do complexo arqueológico.

Tongobriga_38.JPG

Por antigos caminhos entre muros.

Tongobriga_39.JPG

Um edifício com detalhes interessantes à chegada à aldeia de Freixo.

Tongobriga_40.JPG

O centro da aldeia e a Igreja de Stª Maria do Freixo.

Tongobriga_42.JPG

Entrada para o museu de Tongóbriga que infelizmente não pudemos visitar por estar fechado.

Tongobriga_43.JPG

Mais uma vista para a zona das ruínas.

Tongobriga_44.JPG

Painel informativo junto ao lavadouro público.

Tongobriga_45.JPG

Tongobriga_46.JPG

Aspeto das casas da aldeia.

Tongobriga_47.JPG

Tongobriga_48.JPG

Tongobriga_49.JPG

No lado oposto da estrada, uma zona de sepulturas e muralhas.

 

Ficha técnica: 

Distância: 8 km

Tempo: 2h30 (+/- com paragens para fotos e almoço)

Tipo: circular

Dureza física: 2/5

Dificuldade técnica: 1/5

Beleza do Percurso: 4/5

Marcação: 5/5

Informações sobre o percurso: aqui

Outros sites de relevo: http://www.tongobriga.net/

Panfleto oficial: aqui

Trilho GPX: Wikiloc

Ponto positivos: a zona arqueológica, moinhos e casas agrícolas, capela da Sra da Aparecida

Pontos negativos: apenas o facto de uma zona estar queimada

Blogs Portugal

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.